Como conseguir concentrar-se no presente?

No seguimento do tema já publicado anteriormente: Viver “no presente” melhora o desempenho, cá vai mais um tema relacionado.

Todos já sentimos ou experimentamos a intuição no nosso dia-a-dia. É o conhecimento por via directa. A intuição funciona como um flash instantâneo de uma câmara fotográfica. Essa experiência ocorre-nos espontaneamente, ao acaso. Por meio de técnicas que desenvolvem essa capacidade, o que queremos desenvolver com a prática da meditação é a intuição linear,  a qual podemos treinar. Aí já irá funcionar não como um flash instantâneo mas como um processo contínuo, como uma câmara de filmar. Chamamos a esse fenómeno, Intuição linear, quando conseguimos manter a intuição a fluir voluntariamente. Como se agora ligássemos, não uma maquina fotográfica, mas sim uma câmara de filmar. 

Dispersão Mental: A mente é um mecanismo cujo combustível é a dispersão. O alimento da mente é a variedade. Por isso, em campanhas publicitárias, a proposta de novidade, tem maiores resultados e procuras.

A nossa mente navega e vagueia em dois tempos, no passado (as memórias, situações passadas) e o futuro (projecta situações, ideias) não está vinculada ao presente, ao aqui e agora. Meditar não é só sentar e fechar os olhos, há uma técnica. No momento em que nos sentamos, para permanecermos estáveis por uns instantes, somos invadidos por vários estímulos exteriores (as distrações), seja o desconforto corporal, tentar encontrar a posição certa, sensações desagradáveis como a comichão, entre outros…Como conseguir concentrar-se no presente?

A técnica de meditação, consiste em manter a mente concentrada num só objecto, sem lhe proporcionar variedade, novidade ou diversão. A dispersão inicial é esperada e não impede o avanço. Caso aconteça, volte novamente a atenção sobre a técnica escolhida. Com isso, a mente vai ficar cada vez mais sem o combustível que a alimenta e, por falta de estímulo, num dado momento, inevitavelmente, pára. Era o pretendido!

EXERCÍCIOOlhos fechados, descontraia, inspire e expire ao mesmo tempo em que repete um som simples (exemplo: ÔM-ÔM-ÔM). A mecânica da meditação parte da saturação da mente pela reprodução do mesmo estímulo. A repetição ajuda a eliminar pensamentos e os turbilhões da consciência. Concentre-se e não disperse!

Advertisements